Desde que ouvi falar sobre o chá (Santo Daime), a famosa Ayuaska, eu tive uma certa rejeição, devido observar a conduta comportamental das pessoas após o uso das plantas. Muitas pessoas defendem o uso da Ayuaska, porém todas que conheço tem um padrão psico comportamental. Muitas dessas pessoas, tem visões, escutas, manias de perseguição e até comportamento bipolar. Em pessoas que já tem uma propensão a distúrbios psicóticos: (psicose, esquizofrenia, etc). 

.

Muita gente acredita que o terapeuta é livre de problemas pessoais e até mesmo doenças psicossomáticas e afins. Não, não está. Muito antes de me formar em psicanalista passei um período muito turbulento na minha vida familiar, casamento e profissional + traumas familiares, isso me gerou uma depressão muito forte, quando estamos no grau elevado da doença (seja ela qual for), você entra em situações comportamentais do qual você não tem orgulho de se lembrar. Fiz o tratamento por 3 anos o qual recebi alta e pela dificuldade terapêutica que passei (muitos profissionais não passam pelo problema e é difícil entender e gerenciar os casos) e até mesmo médica em lidar com essa doença, eu quis ingressar nos estudos para poder ajudar outras pessoas com os mesmos tipos de problemas do qual passei na época. Você perde "pseudo-amigos", por não entenderem a doença, você é discriminado, é avaliado de forma incorreta por outros e isso vai ficar sempre na sua sombra. Voltando a formação: não fiz medicina (entendam que psicólogo e psicanalista não é médico, são terapeutas; médicos são psiquiatras). Nos estudos com base a teoria de Freud (totalmente ateia), você consegue entender os moldes do funcionamento da mente humana e o que levam pessoas a procurar certas coisas. 

.

Com base no parágrafo acima, eu entendia porque essas pessoas buscavam a Ayuaska por observar seus estilos de vida. Existe um padrão nessas pessoas em terem certeza e quererem estar certos que estudaram todos os componentes da planta e ela está livre de qualquer efeito maléfico para o cérebro como os doutores do vídeo explicam. Não vou mentir que por várias vezes quase aconteceu de eu fazer uso da tal planta devido as oscilações da depressão por fatores externos (falta de emprego, finanças e afins), mas algo sempre acontecia impulsionando a não dar certo essa possibilidade e hoje sou muito feliz por isso não ter dado certo. 

.

O vídeo é muito explicativo e as explicações vem de médicos psiquiatras que tem domínio sobre o conhecimento da mente humana e não tem como contestar suas explicações. 

Obrigada,